RSS Feed

Bernardo Alves, em plena forma, se prepara para defender o Brasil nos Jogos Equestres Mundiais 2010

Posted on

Sempre forte no páreo, o cavaleiro brasileiro Bernardo Resende Alves, 35, atravessa grande fase. No último sábado, 26/6, Bernardo levou a égua Bridgit, de apenas 9 anos, ao topo do pódio no GP de Monaco, válido pela 5ª Etapa Global Champions Tour, o mais bem premiado circuito do mundo. Outra importante conquista foi o recente 3º posto no tradicional Derby de Hamburgo montando Quentin.

São muitos os títulos ao longo da carreira deste mineiro que começou a sua carreira esportiva no Centro de Treinamento da Lagoa, o Cepel, em Belo Horizonte. Na década de 90, Bernardo firmou-se como papa carros do Brasil, tendo ganho cerca de 30 automóveis nas principais disputas em território nacional.

Bernardo integrou as equipes brasileiras em quatro Jogos Pan-americanos: na equipe de ouro na Argentina em 1995 como reserva e titular nos times de ouro em Winnipeg em 1999 e no Rio de Janeiro 2007 e, ainda, bronze em Santo Domingo 2003. O cavaleiro também representou o Brasil nas Olimpíadas de 2004 e 2008.

Há oito anos, o cavaleiro reside na Europa, mais especificamente trabalhando no Haras de Ligny, na Bélgica, centro de treinamento de Nelson Pessoa.  No 2º semestre da temporada 2010, Bernardo deve fazer a sua terceira participação em Jogos Equestres Mundiais, evento que acontece a cada quatro anos que em 2010 chega à sua 6ª edição e, pela primeira vez, nas Américas, em Kentucky nos EUA.

Em entrevista à Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) e Federação Paulista de Hipismo (FPH)  o top brasileiro comenta os principais momentos de sua carreira e expectativas para os Jogos Equestres Mundiais 2010.

CBH e FPH. Ainda no Brasil, quais foram os seus principais títulos nas categorias de base em Campeonatos Brasileiros e Sul-americanos e posteriormente na categoria Sênior?

Bernardo Alves. Fui bicampeão brasileiro mirim, vice-campeão brasileiro junior, bicampeão brasileiro young riders, vice-campeão sul-americano de Júnior. Na categoria Senior, campeão brasileiro por equipe e duas vezes vice-campeão.

CBH e FPH. Quais foram suas outras conquistas na categoria sênior / senior top no Brasil?

Bernardo. Ganhei duas vezes os GPs Internacional do Rio de Janeiro, o Indoor em São Paulo e o The Best Jump em Porto Alegral, no qual teve um ano em que venci o GP  Word Cup e o GP Final The Best Jump. Também fui campeão do GP Internacional em Belo Horizonte, do GP Agromen e tetracampeão do Derby do Clube de Campo São Paulo.

CBH e FPH. Concorrendo na categoria sênior, você ganhou fama como “papa carros do Brasil”. Você lembra quantos faturou ao todo?

Bernardo. Este foi um apelido dado pelo locutor Monzon. Nem sei quantos carros ganhei, acho que uns 30….

CBH e FPH. Desde quando você se mudou para Europa, você está radicado no próprio manège do Neco?

Bernardo. Sim, desde que fui para a Europa sempre fiquei no Haras de Ligny. Somente em 2006, passei quatro meses na Alemanha treinando no manege do Ludger Beerbaum.

CBH e FPH. Além das suas três medalhas de ouro por equipes em Jogos Pan-americanos, no circuito internacional são muitas as suas conquistas. Por favor enumere as mais importantes.

Bernardo. Conquistei o 1º lugar no GP de Hamburgo, na Alemanha, GP Madrid, GP Copa do Rei em Madrid, na Espanha, Queen’s Cup e  CN Performance em Calgary, ambos no Canadá, GP Prize Europe Aachen, Alemanha, GP Arezzo, na Itália, e o GP de Monaco.

CBH e FPH. Você já figurou entre os top 10 do ranking mundial e em 1 de junho figurava na posição 31 do ranking mundial.  Você acredita que em breve poderá voltar a brigar pelas primeiras posições?

Bernardo. Este ano não tenho chances de voltar mas tenho como objetivo futuro.O Chupa Chups está voltando de uma lesão e junto com o Vancouver e a Bridgit acho que terei um time de cavalos muito forte.

CBH e FPH. Quais os seus principais cavalos no momento?

Bernardo. Chupa Chups, 13 anos, filho de Caretino; Vancouver D’Auvray, 12 anos, filho de  Heartbreaker; Bridgit, 9 anos, filha de Kannan; Quentin, 12 anos, filho Quidam; Nimu L’Anchante, 9 anos, filho de Elai de la Cour; Canturada, 8 anos, filha de Canturo; Kingly du Reverdy,  12 anos, filho de Adelfos; Wizzy, 10 anos, filho de Wisender; Cantino, 8 anos, filho de Canturo. Todos são de propriedade do Haras Joter de Jorge Johannpeter.

CBH e FPH. O Chupa Chups, com o qual você foi ouro no Pan RIO 2007, esteve parado. Ele já voltou a saltar?

Bernardo. Ele se machucou em dezembro, no concurso de Paris. Agora ele está trabalhando no Manege novo do Doda em Valkenswaard, porque lá tem uma esteira com água e ele está ficando com uma forma incrível. Devo começar a saltá-lo em julho

CBH e FPH. Quais as suas expectativas para os Jogos Equestres Mundiais?

Bernardo. São boas. Estou me adaptando com o Vancouver e a cada dia estamos nos entendendo melhor. Penso que depois de Aachen vou ter certeza se o conjunto estará consolidado. O Chupa Chup também pode ser uma boa opção para o Mundial.

CBH e FPH. Você acaba de vencer o GP do Global Champions Tour em Monaco com a Bridgit, de apenas 9 anos. Por favor comente o desempenho dela.

Bernardo. Essa foi a terceira vez que a Bridgit viu um percurso tão grande como esse. Acho que ela é o melhor cavalo que eu já montei. Ela é veloz, cuidadosa e tudo que você precisa. E devo dizer que o público em Monaco me ajudou bastante.

CBH e FPH. Quais as suas expectativas para os Jogos Equestres Mundiais e suas possíveis montarias?

Bernardo. As expectativas são boas. Estou me adaptando ao Vancouver que está comigo há seis meses e a cada dia estamos nos entendendo melhor. Penso que depois de Aachen vou ter certeza se o conjunto estará consolidado. O Chupa Chup também pode ser uma boa opção para o Mundial.

Já a Bridgit é muito nova e não gostaria de ter que forçá-la este ano. Não penso em levá-la ao Mundial e que tenho muita esperança de saltá-la no próximo Pan.

CBH e FPH. Para o Pan 2011 em quais cavalos você aposta?

Bernardo. Para o Pan seria a Bridgit porque ela tem todas as características para saltar bem. Ela é muito rápida, tem o maior respeito pelos os obstáculos, potência mais que suficiente  e estará com 10 anos, idade perfeita para uma competição deste nível.

CBH e FPH. Qual a programação dos seus próximos concursos?

Bernardo. Vou saltar em Estoril (Portugal), Aachen (Alemanha) e Chantilly (França).

CBH e FPH. Quais as vantagens de morar e competir na Europa?

Bernardo. Poder competir com os melhores cavaleiros nos melhores concursos do mundo.

CBH e FPH.  Por favor aponte um de seus principais ensinamentos durante sua vida hípica na Europa.

Bernardo. Acho que foi o trabalho de plano porque a minha base no Brasil era muito fraca.

CBH e FPH. Você está na Europa praticamente há uma década. Quais as suas principais dificuldades? Com quantos anos está sua filha?

Bernardo. Eu não tive muitas dificuldades de me adaptar e a minha esposa Carolina também sempre foi muito companheira e me deu a maior força. A nossa filha Julia está com 1 ano e 11 meses.

CBH e FPH. Você tem planos de dar uma clínica no Brasil?

Bernardo. Por enquanto não, porque não teria tempo. Quando vou ao Brasil ou estou no saltando o Athina ou, no fim do ano, em casa com a família.

CBH e FPH. Qual conselho você pode dar a um jovem iniciante no esporte?

Bernardo. Muita força de vontade e humildade e também aprender a respeitar o seu cavalo porque é com ele que nós temos as maiores alegrias. O trabalho de base é fundamental para aqueles que querem atingir um alto nível de equitação e principalmente para poder formar melhores cavalos.

CBH e FPH. A seu ver, quais os quesitos para um jovem talento que busca uma carreira profissional na Europa?

Bernardo. Tem que ter vontade de trabalhar. Alguns quando chegam até começam tratando de cavalos. Mas mesmo assim, os brasileiros têm muita habilidade nas pistas e com isso as oportunidades para montar acabam aparecendo.

CBH e FPH. Você tem muitos fãs no Brasil. Por favor deixe uma mensagem para a sua torcida!

Bernardo. Podem esperar por bons resultados porque eu estou montando excelentes cavalos e ainda espero dar muitas alegrias para vocês.

CBH e FPH. Você gostaria de destacar algo em em especial?

Bernardo. Eu gostaria de agradecer ao suporte dado pelo Jorge Johannpeter, porque há 8 anos, mesmo eu tendo uma vida mais que consolidada no Brasil, ele me disse que se eu quisesse melhorar e montar bons cavalos teria que vir para a Europa. E hoje tenho certeza que fiz a melhor opção da minha vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: